Posted in:

O manual do corretor de imóveis de sucesso!

Entenda como se tornar um profissional de imóveis excepcional.

corretor de imoveis, o guia
4.5 (90%) 2 votes

Você tem vontade de usar a sua habilidade em vendas para alcançar lucros e comissões altas?

Temos a profissão perfeita para você, a de corretor de imóveis.

Você, provavelmente, já conhece essa profissão, ou ao menos alguém que seja corretor de imóveis, certo?

Porém, apesar de ser uma profissão comum, ela é uma das que mais cresceram no mercado nos últimos anos.

Algo que não é tão inesperado assim, visto que o número de imóveis no Brasil só aumentou ao passar dos anos.


Existem 13 dicas fundamentais para aumentar as vendas da sua empresa. Entenda em nosso post, cada uma delas!

Veja na prática como uma negociação de sucesso precisa ser feita. Leia nosso post completo, clicando aqui!


De qualquer forma, para se tornar um corretor de imóveis de sucesso, habilidades únicas são exigidas.

No post de hoje, falaremos sobre como você pode entrar nessa profissão, mesmo que nunca tenha vendido nada na vida.

Você gosta de ter altas comissões no final do mês?

Ótimo, fique por aqui e te daremos o caminho das pedras.

Você tem boas habilidades de comunicação, e uma boa persuasão?

Perfeito, então essa profissão é pra você mesmo!

Se no final do texto você tiver qualquer dúvida ou sugestão, basta deixá-los nos comentários.

Boa leitura!

O que faz um corretor de imóveis?

corretor de imoveis, funções
Você sabe, na prática, o que um corretor de imóveis faz?

1962.

Sim, a área de correção de imóveis foi regulamentada há mais de 55 anos.

Para exercer essa profissão (uma das mais antigas da nova era), os profissionais que querem ser corretores precisam se registrar no Conselho Nacional de Corretores de Imóveis (CRECI), e ter o ensino médio completo.

Não é algo extremamente difícil, certo?

Basta terminar de estudar até o ensino médio, e pronto.

O que torna essa profissão perfeita para alguém que queira recomeçar, ou mudar de vida independente da idade.

Mas, o que, de fato, faz um corretor de imóveis?

Claro que essa função não se trata exclusivamente de uma intermediação entre clientes, e o dono do imóvel.

Ela é bem mais que isso.

Para te explicar, separamos as 5 funções mais importantes de um corretor de imóveis, e seus exemplos.

Vejamos:

#1. O papel do negociador:

Apesar de não ser a única função, o papel de negociador da compra, locação ou venda entre o cliente e proprietário, é uma das funções mais essenciais do corretor de imóveis.

Ao mesmo tempo que ele precisa dar suporte ao cliente, precisará também vender e intermediar  as negociações com os possíveis locatários.

Resumidamente, ele executará funções, como:

  • Estar disponível para esclarecimentos gerais e dúvidas dos locatários ou proprietário.
  • Permitir que toda a transação se realize de uma forma prática e fácil.
  • Observar e cuidar de todos os detalhes jurídicos e burocráticos.
  • Ser o responsável pelo contrato da locação.

Tenha em mente que ele precisará ser o elo entre as duas partes da negociação.

Isso garante o sucesso na venda, e claro, nos momentos posteriores aonde o locatário já estará no imóvel.

#2. O papel de consultor:

Uma das vantagens de ser corretor é ter fácil acesso a inúmeros tipos de dados, o que permite um trabalho de consultoria com bastante qualidade e critério.

O corretor precisa levantar todas as documentações necessárias para a locação/venda.

Sempre se atentando à detalhes como: as datas, nomes e registros necessários.

Isso garante um trabalho bem feito, com um detalhamento perfeito, e sem surpresas para nenhum dos dois lados.

#3. O papel de estrategista:

Na verdade esse papel está ligado mais à corretores de imóveis que ainda estão na planta, e serão ou estão sendo construídos.

O objetivo aqui é que o corretor “convença” ao cliente de comprar o projeto desenvolvido.

Ele pode usar de artifícios para convencer o comprador: desde mostrar a a planta e seus benefícios diretos, até valorizar o imóvel por conta da localização ou outras vantagens.

Estrategicamente, será necessário que ele pense em formas de negociar e persuadir o cliente a realizar a compra, mesmo com ele ainda na planta.

#4. O papel de apresentador: 

Essa é uma das funções mais básicas e conhecidas do corretor de imóveis: ele se dedica somente à apresentação dos locais para os clientes.

Apesar das intermediações, ele será responsável por apresentar o imóvel com suas particularidades para o cliente.

Exige um pouco mais de preparação do profissional, mas a visitação é algo muito além apenas da exibição do local: é necessário preparar o imóvel anteriormente, deixando-o apresentável.

Assim, a demonstração ficará mais fácil, e o imóvel pode até ” se vender por si mesmo”.

Cabe ao corretor sempre se atentar aos detalhes na apresentação, como:

  • fiação elétrica e encanamentos corretos.
  • pintura e acabamento perfeitos.
  • portas, maçanetas e janelas em bom estado.
  • além de garantir que o chão, o teto e todo o restante da casa estejam em ótimas condições.

#5 – O papel do intermediador: 

Imagine que o locatário adorou o imóvel!

O próximo passo é fazer com ele gere uma proposta, envie ao proprietário e, futuramente, feche o contrato.

Todo o “meio de campo” a ser intermediado será com o corretor.

Ele é o responsável por combinar preços e as condições da transação.

Vai ser seguro-fiança ou fiador?

Vai precisar de cheque-caução?

Quantas meses o contrato terá, e qual será o valor final?

Todas essas perguntas precisarão ser respondidas para que o contrato tome a proporção correta.

Por isso, é de extrema necessidade que o corretor tenha atenção no momento de combinar os preços finais, e finalizar o contrato.

Como se tornar um corretor de imóveis do ZERO:

corretor de imóveis sem prática
Ansioso para começar a ser um corretor de imóveis? Descubra quais são os passos para isso, aqui.

Essa parte do post vai para você quer não sabe nada sobre correção de imóveis, mas quer entrar nesse mundo, a partir de hoje.

Já te avisamos logo que  tem um primeiro passo muito básico para se tornar um corretor: ser maior de idade, ter concluído o ensino médio.

Tirando isso, será bem interessante para a sua carreira se você realizar um curso Técnico de Transações Imobiliárias.

Esse tipo de curso (TTI) é o que forma o corretor de sucesso!

A duração pode ser de 4 meses a 1 ano e meio, dependendo da velocidade de estudo, ou da forma escolhida (se é presencial, semi-presencial ou online).

Todos os cursos contêm apostilas, e abordam temas super relevantes para o corretor, como: matemática financeira, noções de arquitetura e aspectos jurídicos.

Uma vez que você tenha a idade, o ensino médio e o curso, é hora de procurar um lugar para treinar!

Estágio

É aqui, em seu primeiro estágio, que o futuro corretor de imóveis entenderá qual área ele mais se identifica, como ele atuará nela.

Realmente, existem diversas opções e diversos tipos de imobiliárias, como:

  • especialistas em imóveis residenciais.
  • exclusiva de imóveis comerciais.
  • corretoras de locação e loteamentos.
  • corretoras de imóveis nas plantas, e lançamentos imobiliários.

Para que tudo dê certo, e o estagiário aprenda ao máximo possível, é necessário que alguém com mais know-howensine ao aluno.

Um responsável técnico, que realizará esse ensino de maneira didática e gratuita e sem cobranças futuras, precisa estar lá para ensiná-lo.

Diploma

Já com o curso de formação em mãos, e com mais ou menos 120 horas de estágio (supervisionado por alguém tecnicamente apto) o técnico de transações imobiliárias já é quase um corretor de imóveis.

Ele precisará ir ao CRECI de sua região, municiado de uma série de documentos solicitados, recolher as taxas necessárias e solicitar sua carteira com respectivo número de inscrição profissional.

Carteira profissional

Bem, se você já tiver feito isso tudo, é hora de conseguir a sua carteira profissional.

Você a receberá em uma solenidade organizada pelo CREC.

Além da carteira, você ganhará o código de ética da profissão também no evento.

Pronto, finalmente você terá se tornado um corretor de imóveis credenciado, e certificado juridicamente!

O que é necessário para ser um corretor de imóveis acima da média:

Você virou um corretor de imóveis, e agora?

É só chegar e vender? Claro que não, né?

A profissão pode ser uma das mais rentáveis do Brasil, mas está longe de ser uma das mais fáceis.

É necessário que você desenvolva certas habilidades essenciais no seu dia a dia.

Vejamos:

Amar o que faz:

Pode parecer algo bobo, porém faz toda a diferença.

Você precisará mostrar muitas casa em um dia. Ás vezes, em bairros diferentes.

Terá que dirigir por horas e horas.

Apresentar várias vezes a mesma casa.

Sério, sem amar o que você faz, ou seja, ter vocação, você desistirá no primeiro mês.

Essa é uma característica super essencial, que será responsável diretamente pela sua evolução profissional.

Ser responsável acima de tudo:

Esse profissional trabalha com duas pontas: clientes e locatários.

Se ele não tem responsabilidade para lidar com maturidade e inteligência com o que faz, prejudicará não uma, mas duas pessoas diferentes.

Por isso, a responsabilidade é uma característica indispensável ao corretor de imóveis vencedor!

Imagine a situação: o cliente agenda um horário para visitar um local que está interessado, mas o corretor não aparece e sequer fornece alguma satisfação.

O quanto isso ficará feio para a corretora?

E para o cliente, que sentirá que perdeu seu tempo?

Não tem como, responsabilidade precisa vir em primeiro lugar.

Persuasão

Por último, mas não menos importante, vem o poder de persuasão.

Essa característica se alinha a todas as que mostramos anteriormente, porém precisamos tirar um parágrafo para ela.

Tem uma regra que diz: o corretor de imóveis bom, sabe negociar quando preciso. O corretor de imóveis de sucesso, nunca para de negociar até o melhor resultado.

Você precisará negociar boa parte do seu tempo como corretor, então é importante gerar bastante conhecimento sobre as técnicas de atendimento, e sempre compreender o cenário que se atua.

Quanto ganha um corretor de imóveis:

corretor de imóveis, salário
Quanto ganha, e quais são as comissões de um corretor?

Responder a esse ponto é bem relativo.

Uma comissão média pode chegar a algo em torno de 5%, dependendo do imóvel, e da forma (locação/venda).

Se formos seguir a tabela do Creci-RJ, para a venda ela varia entre 6% e 8% para imóveis urbanos ou industriais, de 6%  a 10% para imóveis rurais, e é de 5% para venda judicial.

Se formos falar de locação de imóveis, a comissão varia entre o valor do aluguel do imóvel, e o acordo fechado entre a imobiliária e o locatário.

Também existem comissões que focam a administração e gerenciamento de imóveis, sendo de 8% a 10% sobre o aluguel e encargos recebidos.

Porém, caso o corretor trabalhe para uma imobiliária, a comissão pode acabar dividida entre ele a empresa representada.

Isso pode fazer com que ele ganhe menos do que os 5% definidos pela média.

Faz diferença ser autônomo ou ter carteira assinada?

Na verdade, um corretor é um autônomo.

Isso de acordo com a CLT atual e vigente.

Logo, seus ganhos não são, juridicamente, um salário.

Porém, não é impossível que um corretor de imóveis ganhe um salário + comissão.

Inclusive, essa é uma prática cada vez mais vista hoje em dia.

Lembrando que nesse caso a comissão que for paga precisa respeitar a tabela do CRECI.

Bônus: dicas para o corretor de imóveis iniciante:

corretor de imoveis iniciante
Está começando agora, e quer dicas de como se tornar um ótimo corretor de imóveis? Continue lendo abaixo.

1. Empatia acima de tudo

Uma dica-chave para você sucesso realmente na sua profissão de corretor de imóveis, é a empatia.

Antes de começar a falar com qualquer cliente, ponha-se no lugar dele.

Se você comprar ou alugar uma nova casa, não iria querer saber tudo sobre ela??

Então, com o seu cliente o mesmo acontece.

As (dezenas de) perguntas a serem feitas por ele, são apenas o reflexo do interesse em fechar o negócio.

De fato, quanto mais perguntas forem feitas, mais interessado ele parecerá.

Por isso, valorize todos os questionamentos, e sempre responda com calma, inteligência e de uma forma que o cliente compreenda quais são seus benefícios e riscos com os negócios.

Esse é o primeiro passo para um bom atendimento, e a melhor forma de começar a sua carreira de sucesso!

Conclusão: Aplicando todas essas dicas, você será um corretor de imóveis de sucesso.

E aí, conheceu melhor essa profissão? Viu vantagem?

Na verdade, com algumas das nossas dicas e uma formação sólida, você pode se transformar sim em um corretor de imóveis de sucesso.

Basta apenas querer, e estudar para isso!


Leia aqui o nosso post, e entenda na prática como uma negociação de sucesso precisa ser feita.

Veja aqui como as vendas por comissão podem ajudar ao seu time comercial.


Se tiver ficado qualquer dúvida, ou caso tenha alguma sugestão sobre como se tornar um corretor  de imóveis, deixe abaixo nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *