Posted in:

Linguagem Corporal – Técnicas e práticas para ler o seu cliente

Entenda como a psicologia por trás do seu consciente pode te ajudar a duplicar vendas.

linguagem corporal guia prático
Rate this post

Por que a linguagem corporal é importante para você?

Como forma de comunicação não verbal, a linguagem corporal tem uma uma imensa importância no nosso dia a dia. Engana-se quem pensa que apenas as palavras são as responsáveis pela comunicação entre os seres humanos.

Pelo contrário, a linguagem corporal está em tudo e todos, desde que acordamos até dormirmos.

Ela é a forma como você demonstra sua honestidade, bravura, coragem, tristeza, medo e tantas outras emoções subjetivas que existem dentro de nós mesmos.

Tudo isso sem pronunciar palavra alguma. Como pouca gente sabe da existência desse tipo de linguagem, menos pessoas ainda a utilizam a seu favor.

Você sabia que é possível influenciar uma pessoa apenas com alguns sinais não verbais?

Sabia que é possível entender como uma pessoa está se sentindo apenas analisando-a? Gostaria de confirmar se o cliente está interessado em algo realmente ou se não vai fechar a venda?

Hoje faremos um guia rápido com as explicações básicas da linguagem corporal.

Você aprenderá como usa-la ao seu favor na hora das suas vendas.

Te daremos exemplos práticos de pessoas usando a linguagem corporal em diversas situações, explicando o que cada uma dessas situações representa.

Terminando de ler esse texto você será capaz de ler um pouco mais as mensagens por trás dos atos das pessoas. E o mais importante, saberá como usar isso para vender mais!

Linguagem Corporal: O que é?

O que é a linguagem corporal na prática?
O que é a linguagem corporal na prática?

Como dito acima, a linguagem corporal é uma forma de comunicação não verbal, ou seja, é feita por atos, gestos e expressões faciais, movimento de olhos, ombros e pernas.

Praticamente todas as partes do nosso corpo exprimem linguagem não-verbal, que é basicamente toda a comunicação feita com o corpo, e não com a fala.

Para dar um exemplo melhor sobre o que é a linguagem não-verbal na prática, vamos imaginar a seguinte situação:

Em uma situação de risco, um policial precisa comunicar a outro policial que vai arrombar a porta de uma casa e entrar.

Ele sinaliza com a mão, apontando para si mesmo, e depois aponta para o seu pé e para a porta, demonstrando que irá dar um chute para abrir a porta. Ele faz a contagem regressiva com os dedos das mãos. 5,4,3,2,1 e a chuta a porta.

A linguagem corporal (movimentos feitos com a mão e com a contagem) deram a entender a ação (arrombar a porta), por meio de uma linguagem não-verbal (gestos e expressões)

Logo, a linguagem corporal são sinais que damos uns aos outros, com significados já existentes.

Por que a Linguagem Corporal é tão Importante?

Esse tipo de linguagem tem uma participação crucial na história da humanidade. Os humanos desde cedo utilizam a linguagem corporal como forma de comunicação entre si. As palavras, e consequentemente a escrita, só apareceram anos depois de começarmos a nos comunicar.

Ou seja essa habilidade tão primitiva é, ao mesmo tempo, tão importante para os humanos modernos.

Logo, por que ela não teria relevância na forma como negociamos e vendemos em nossas empresas?

No cotidiano, a linguagem corporal funciona como um medidor que dá significados aos nossos atos, sem precisar do uso de palavras.

Um exemplo bem básico, porém, que ilustra perfeitamente os significados por trás da linguagem corporal é quando sorrimos.

Existem diversos tipos de sorrisos, e cada um deles significa uma coisa diferente.

Sorrir com apenas um lado da boca pode significar ironia, ao mesmo tempo que quando cerramos os lábios e sorrimos, o sorriso está sendo forçado, e por aí vai.

Principais Tipos de Linguagem Corporal e os seus Significados

linguagem corporal e seus significados
Veja o significado de cada gesto.

Vendo esses exemplos é possível entender a importância da linguagem corporal em nossa vida. Ela está em todas as pessoas, se manifestando a cada segundo por meio de gestos e expressões.

Não entender os significados por trás da linguagem corporal de cada pessoa, é deixar mensagens passarem batidas. Por isso é tão importante entendermos, mesmo que minimamente, o que que algumas linguagens básicas significam.

10 tipos de linguagens corporais básicas e seus significados:

  1. Morder os lábios – Esse tipo de expressão tem alguns significados e interpretações. O ato pode demonstrar que a pessoa está nervosa, tensa e ou com sinais de ansiedade.
  2. Coçar o nariz – Quando alguém coça o nariz, a pessoa pode estar mentindo sobre o que está falando ou apenas duvidando de uma forma geral.
  3. Apoiar a cabeça entre as mãos – Esse tipo de ato demonstra total desinteresse da pessoa com a situação, porém pode ser tédio também.
  4. Esfregar a orelha – Quando esfregamos a orelha, demonstramos descrença do que está sendo dito no momento. É como se disséssemos que não acreditamos na mensagem que está sendo passada.
  5. Olhar para baixo sempre – Esse tipo de sinal é bem amplo, mas na maioria das vezes é um demonstrativo de sinais da tristeza. Quem olha fixo para o chão pode estar angustiado também.
  6. Braços cruzados – Quando cruzamos os braços, demonstramos uma postura defensiva, aonde a pessoa visa se proteger, restringir ou afastar o interlocutor, tudo dependendo do contexto da situação.
  7. Limpar a garganta – Quando não estamos simplesmente gripados, limpar a garganta é um sinal de ansiedade e nervosismo. Pode ser visto como insegurança também.
  8. Encarar – Quando encaramos alguém, existem dois significados nesse ato: ou atração ou dominância. Se alguém encara você por alguns minutos, provavelmente um desses há uma atração ou intenção de dominância.

Expressões Corporais: Erros fatais que você deve evitar

linguagem corporal e os erros fatais
Linguagem corporal e os erros fatais.

Apenas pessoas muito bem treinadas conseguem esconder as suas expressões dentro de sua linguagem corporal. Apesar disso, existem sinais e erros que são fatais quando vamos nos expressar corporalmente com alguém.

Para evitar que você cometa esses erros em algum momento importante, vamos descrever abaixo 2 desses erros e a forma ideal de evita-los:

  1. A falta do contato olho no olho – Desde sempre os humanos desenvolveram a confiança uns nos outros através de um canal de comunicação não-verbal: o olhar.

O famoso olho no olho, desde milhões de anos atrás, é uma forma rápida de entender se aquele outro ser humano é amigo ou inimigo.

Esse “scanner” que passamos nos olhos dos outros é um movimento automático, que nos faz ter confiança, ou não, em outras pessoas.

Como funciona:

Repare como só de olhar no olho de alguém, você já repara que a pessoa passa confiança e segurança.

Diante a essa informação, sempre olhe no olho na hora de falar com alguém.

Esse tipo de ação passa segurança, firmeza e evita uma impressão de medo ou deslealdade. É algo simples, porém que pode ajudar no começo de uma relação com alguém

  1. A forma de apertar as mãos – Muitas pessoas gostam de apertar as mãos jeitos específicos.

Com mais firmeza como forma de demonstra força, poder ou dominância. Esse tipo de recado é bem visto, se feito na medida certa.

Como funciona:

Entretanto, quando fazemos o oposto e apertamos a mão de alguém sem tanta vontade, pode soar como desinteresse, fraqueza ou má vontade.

Não é para sair esmagando as mãos de ninguém, mas tenha certeza de seus atos e demonstre firmeza na hora de um aperto de mão.

Como dissemos anteriormente, não tem como esconder ou camuflar uma linguagem corporal, então se a melhor forma de lidar com ela é entendendo seus significados e conscientemente utilizando-os.

3 exemplos aonde o gesto tem significados diferentes:

Vou dar 3 exemplos aonde a simples expressão de cruzar os braços pode ter significados próximos, porém não iguais. Veja abaixo:

  1. Cruzar os braços mantendo os punhos fechados = sinal de hostilidade.
  2. Cruzar os braços na frente do peito – sinal de defensiva
  3. Cruzar os braços segurando os mesmos – sinal de restrição.

Você pode notar como essas 3 posturas, mesmo sendo bem parecidas, significam 3 coisas diferentes.

Por isso, é sempre importante contextualizar a linguagem corporal com a situação vivida no momento. Só assim para entendermos de uma forma completa o que realmente está acontecendo.

Linguagem Corporal e a Psicologia:

linguagem corporal e a psicologia
Linguagem corporal e a psicologia.

Como dito anteriormente, é impossível mascarar as expressões da nossa linguagem corporal.

O que é possível é, com algum treino, desvendar o que as pessoas realmente querem dizer com o corpo, apesar do que estão falando com as palavras.

A psicologia por trás da linguagem corporal ajuda na identificação de mentirosos, criminosos e pessoas que tem informações importantes e não querem passa-las, como é o caso de prisioneiros de guerra.

Além desses exemplos acima, queremos levar os exemplos agora para um viés mais comercial, e demonstrar como a linguagem corporal pode servir como forma de identificar o interesse de um cliente por um produto ou a desaprovação do mesmo com alguma coisa.

Lendo os sinais subjetivos:

Saber ler esses sinais “subjetivos” pode fazer você estar preparado e sempre entender o que a pessoa quer comunicar, por mais que ela não demonstre com palavras especificamente.

É necessário treino, pois esses sinais acontecem em questões de segundos, e se você não estiver 100% focado em ler a pessoa, o sinal pode passar, junto com a sua chance de receber a mensagem não-verbal do seu cliente.

Falamos acima dos erros fatais da linguagem corporal, certo?

Agora iremos falar sobre como podemos usar a linguagem corporal a seu favor na hora de se comunicar ou vender para algum cliente.

Aprenda como usar a Linguagem Corporal para Vender

Vamos te passar algumas dicas rápidas e significados padrões da linguagem corporal. Daremos exemplos de cada uma delas dentro do ambiente de vendas.

A primeira delas é a forma como você respira e age. Se você busca passar tranquilidade e calma, é incoerente respirar como se tivesse corrido uma maratona, certo?

Respiração e fala:

A sua respiração precisa ser condizente com o que você quer passar.

Quer mostrar que está tranquilo? Respire devagar. Quer mostrar que está chateado com algo? Respira alto e com pausas. Quer mostrar que está irritado? Respire rapidamente.

Exemplos:

Cada respiração tem um significado. Quando buscamos vender algo precisamos entender isso. Se quer mostrar segurança, respire de uma forma regular e com calma.

Não adianta falar com calma e respirar como se estivesse morrendo.

Essas coisas não condizem e te entregam.

Talvez, conscientemente, a pessoa não perceba.

Mas inconscientemente o cérebro dela perceberá a desconexão da respiração com a fala, e apitará um alarme de desonestidade.

O exercício aqui é acoplar a respiração certa, com o movimento certo do corpo. Nada parece mais falso do que alguém que quer passar segurança, porém respira rápido ou irregularmente, o que significa nervosismo.

Movimentos com a cabeça:

Você já deve saber que ouvir o seu cliente é essencial, não é? Literalmente em todos os textos nós colocamos isso, mediante a importância desse ato. Por isso, vamos falar sobre a forma como você conversa e ouve o seu cliente.

Existem expressões que ajudam  na hora de conversar como seu cliente,

Uma delas é o ato de virar a cabeça um pouco para o lado.

Isso demonstra que você está interessado no que a pessoa diz, quase como se virasse para que pudesse ouvir melhor.

Exemplos:

Sempre que alguém estiver falando algo com você, experimente virar a cabeça um pouco para o lado, como fazem os cachorros quando prestam atenção, e demonstre, no olhar, que está genuinamente prestação atenção no que está sendo dito.

A pessoa receberá a segurança passada e entenderá que você está ali 100% no momento com ela.

O foco aqui é fazer o  cérebro dela perceber que você está prestando atenção no que ela diz.

E ele só fará isso holisticamente recebendo um mix de sinais verbais e não-verbais que condizem entre si.

Postura reta e focada:

A terceira expressão também tem a ver com demonstrar interesse pelo o que está sendo dito. Só que dessa vez, ao invés de você usar a cabeça, utilize os pés e a postura.

Exemplos:

Quando alguém estiver falando com você, vire-se de uma forma 100% reta na frente da pessoa.

Deixa ela bem na sua frente. Faça questão de deixar os seus pés na direção da pessoa. Isso dá um sinal que você não quer andar para nenhum lugar, se não ali.

Mantenha sua postura reta, sem cruzar os braços, e mantenha o peito levemente aberto. Isso demonstra que você está aberto a sugestões.

Se um cliente perguntar sobre algo que envolva dinheiro, esse tipo de postura é importante.

Afinal, você demonstra interesse, compreensão e atenção no que a pessoa está falando. Isso ficará claro por cada sinal que deu na linguagem corporal.

Conclusão

Leve à serio sua linguagem corporal, ela pode te ajudar a bater suas metas de vendas.

Quem acha que a linguagem corporal é brincadeira não conhece o poder dela.

Quem pensa que se trata apenas de histórias de psicologia está perdendo uma chance de ler melhor o seu cliente.

Utilize essas técnicas. Treine-as no dia a dia para se tornar cada vez mais capaz de ler seus clientes.

Quanto mais rápido você conseguir ler alguém, melhor. Você conseguirá entregar o que aquela pessoa precisa,e consequentemente, vender mais para ela.

A linguagem corporal pode sim te ajudar no processo de vendas e fazer você bater suas metas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *